Instituto Confúcio celebra a cultura chinesa em evento

Instituto Confúcio celebra a cultura chinesa em evento

Competição nacional “Ponte Chinesa” aconteceu pela primeira vez em Porto Alegre.

 

            A fase nacional da competição Ponte Chinesa para Estudantes Universitários foi realizada no domingo, 6 de maio, no Salão de Atos da UFRGS. O evento, que chegou a sua 17ª edição, recebeu dezessete estudantes dos dez Institutos Confúcio espalhados pelo Brasil. Os competidores disputaram uma bolsa de estudos na China. O tema do evento, neste ano, foi “Um mundo, uma família”.

 

            A competição teve três rodadas. A primeira foi “Leitura Selecionada”. Os estudantes deveriam escolher um número de um a vinte. Cada número continha um trecho de uma prosa ou poesia, em chinês, para que os alunos lessem ao público. Ao final desta primeira etapa, cinco competidores foram eliminados, e doze seguiram para a segunda fase.

 

            A segunda rodada da competição foi “Discurso Individual”, na qual os competidores preparam discursos sobre o tema do evento. Todas as falas, para receberem pontuação, deveriam estar em chinês. Após esta etapa, mais cinco estudantes foram eliminados, e pudemos conhecer os sete finalistas do evento.

 

            A terceira e última etapa foi o “Show de Talentos”. Cada competidor realizou uma apresentação artística para o público. Os alunos mostraram seus talentos com canto, demonstrações de luta, caligrafia, instrumentos musicais e outros. Por fim, três estudantes ocuparam o terceiro lugar, dois competidores ficaram em segundo lugar, e um aluno em primeiro lugar.

 

            Os alunos que ocuparam a terceira posição são: Samuel Nunes Sant’Anna (UFRGS), Tomás Simão Santiago (UFMG) e Bruno Oseas de Sousas Pacheco (Unicamp). Em segundo lugar ficaram os estudantes Heberton Eugênio de Oliveira Silva (Universidade de Pernambuco) e Amiris Rodrigues Barros (UNESP). O grande vencedor da competição foi Daniel Barbosa Carvalho Campos (UNESP).

 

            O evento contou, ainda, com apresentações artísticas. Matheus Provin cantou uma famosa música tradicional da Mongólia, “Hóngyàn”. Também houve uma demonstração de Taiji - também conhecido como Tai Chi Chuan, uma famosa arte marcial chinesa -, apresentada pelo Centro Cultural Chinês do Professor Sérgio Queiróz.

 

            Esta foi a primeira vez que Porto Alegre recebeu a competição. Estiveram presentes para prestigiar o evento a Sra. Chen Peijie (Cônsul Geral da República Popular da China em São Paulo), o Sr. Shi Zequn (Conselheiro de Educação da Embaixada da República Popular da China no Brasil), o Sr. Rui Vicente Oppermann (Reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e a Sra. Jane Tutikian (Vice-Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

 

            O júri da competição foi composto pelos dez diretores chineses dos Institutos Confúcio no Brasil. O evento foi organizado pela Hanban (organização responsável pelo ensino de Língua Chinesa a estrangeiros), pela matriz do Instituto Confúcio em Pequim, pela Embaixada Chinesa no Brasil, e pelo Instituto Confúcio na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.